É possível financiar empreendimento a preço de custo?

É possível financiar empreendimento a preço de custo?

Obras a preço de custo também são chamadas de obras com preço aberto. Isso porque, nessa modalidade de construção, o valor total do empreendimento pode ser estimado, mas nunca 100% definido em orçamento.

Por ser a preço de custo, o empreendimento não gera lucro. Portanto, não há como estipular um valor arbitrário de uma unidade habitacional antes de a obra ser concluída.

Qualquer material a ser usado na obra pode servir de exemplo para esclarecer essa particularidade do modelo de construção a preço de custo. Peguemos o piso do banheiro. 

Como garantir que o piso não sofrerá variação de preço entre o momento em que foi orçado e meses depois, quando for chegada a hora, efetivamente, de adquiri-lo e instalá-lo? 

É justamente por causa desse grau de incerteza que não é possível financiar empreendimentos a preço de custo. Por outro lado, não existe outro modelo de construção tão econômico como esse.

A seguir, vamos mostrar porque sai mais barato investir em imóveis a preço de custo e quais as vantagens desse modelo de investimento imobiliário.

Definição de obra a preço de custo

Empreendimento a preço de custo, obra por administração ou imóvel de preço aberto. Todas essas expressões definem o mesmo modelo de construção.

Trata-se do modelo gerido pelo contrato de construção por administração. Por meio desse instrumento legal, os proprietários do empreendimento contratam uma empresa especializada na execução e gerenciamento de obras na construção civil.

Essa construtora é contratada para executar o projeto imobiliário de modo a reduzir custos sem prejuízo da qualidade do produto final. Para isso, a construtora é remunerada por meio de uma taxa de administração que gira em torno de 20% do valor total da obra.

Como investir em empreendimentos a preço de custo

Embora financiamentos estejam fora de questão, obras por administração são sempre uma boa alternativa, pois tornam os custos de construção menos onerosos, facilitando os investimentos imobiliários e a aquisição da casa própria.

Essa modalidade é bastante atraente sobretudo para novos investidores. Vamos explicar a seguir como os condôminos de um empreendimento a preço de custo arcam com as despesas da obra.

Escolha dos representantes

Para agilizar as tomadas de decisão sem comprometer os desejos de cada investidor, é praxe eleger, entre o grupo de futuros proprietários, um representante ou uma comissão para acompanhar a construção e defender os interesses dos condôminos.

Definição sobre aportes mensais

Com no orçamento da empresa contratada e no cronograma de obras, o grupo de condôminos define quanto cada um de seus membros precisa depositar por mês para arcar com as despesas.

Os aportes são depositados em uma conta criada pelos condôminos para retiradas da construtora. Um cálculo é feito para definir de quanto será o depósito de cada condômino.

Essa quantia é individualizada de acordo com a chamada “fração ideal”, isto é, a porcentagem na obra que cabe a cada um dos condôminos. 

Por exemplo, ao se construir um prédio, é natural que as parcelas dos condôminos que estão investindo em um imóvel de um quarto seja menor do que aqueles que estão adquirindo um de dois quartos e estes, por sua vez, pagam menos do que o futuro dono da cobertura.

Revisão das parcelas

A revisão dos valores dos depósitos mensais é um dispositivo corriqueiro em contratos de construção por administração. 

As revisões servem para compensar as diferenças de custo de material entre o orçamento e a execução da obra, entre outros fatores que possam refletir no custo total, como atrasos e eventuais refações.

Vantagens dos empreendimentos a preço de custo

Além da vantagem econômica e da dispensa de grandes aportes iniciais, podemos citar outras três vantagens dos empreendimentos a preço de custo:

  • É uma modalidade que permite redução da carga tributária de forma legítima;
  • Fornece ao futuro proprietário maior poder de voz para traçar os rumos da obra;
  • Cada condômino pode ter ciência de quanto, exatamente, custou cada item ou etapa da obra. 

Cuidados a tomar com obras por administração

Escolher bem a construtora que irá executar o empreendimento é um dos pontos-chave na modalidade de obras a preço de custo. 

Conferir a solidez, a reputação e a expertise da empresa contratada é condição fundamental para o projeto progredir sem prejuízo para os condôminos, como custo final muito além do orçado ou atrasos demasiados no andamento da construção.

Outro ponto importante é formar um bom grupo de condôminos. A inadimplência de um ou mais condôminos é um fator que pode ameaçar o bom andamento do empreendimento.

Além disso, cria um clima de animosidade dentro do grupo, o que acaba dificultando as tomadas de decisão futuras. 

Por isso, é importante ter algum tipo de conhecimento sobre os demais condôminos, ainda que mínimo, para saber se você não está fazendo parte de uma canoa furada.

Atenção máxima também na fase de projetos e orçamento. Um bom projeto e um orçamento detalhado e bem elaborado não são apenas os primeiros passos da empreitada, mas também as pedras fundamentais para que o seu objetivo se torne realidade.   

Entre em contato

Fale com a gente se você ficou interessado e quer mais detalhes sobre como investir em empreendimentos a preço de custo.

lucrar investindo em imóveis na crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *